APRESENTAÇÃO DO CURSO - MESTRADO PROFISSIONAL

 

Curso:

Mestrado Profissional em Saúde da Família

Coordenadora:

Profa Dra Claudia Fegadolli

Vice-Coordenadora:

Profa Dra Virgínia Junqueira

Secretária:

Paula Fernandes Turini

Telefone:

(55) (11) 3385-4125 - Opção 0 ou Ramal 8736

E-mail:

profsaude@unifesp.br

Site:

http://profsaude-abrasco.fiocruz.br/

Endereço:

Rua Sena Madureira, 1500 - 2º Andar - Vila Clementino - São Paulo/SP - CEP: 04021-001


O Programa

O Mestrado Profissional em Saúde da Família é uma proposta de curso em rede nacional, apresentado pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) e instituições de ensino e pesquisa que atuam no país. Este Curso tem a finalidade de formar profissionais de saúde que atuam no Saúde da Família/Atenção Básica nos diversos municípios brasileiros. Pretende ainda fomentar a produção de novos conhecimentos e inovações na atenção básica no país, considerando as diversidades regionais e locais, integrando parcerias entre Instituições acadêmicas e gestores da saúde pública. Espera-se com isso, contribuir para iniciativas defensoras do Sistema Único de Saúde (SUS), afirmando os valores constitucionais de universalidade, integralidade, equidade, descentralização e participação social, favorecendo a superação de obstáculos estruturais, para consolidação da Estratégia de Saúde da Família como política pública efetiva. Com a nova Política Nacional de Atenção Básica (2011) reafirma-se o fortalecimento da Estratégia de Saúde da Família como prioridade na Atenção Básica, assim como da Gestão Municipal, Regional e Estadual, da participação da sociedade e o controle social.

 

O curso

O Mestrado profissional em Saúde da Família terá duração mínima de 18 meses e máxima de 24 meses, com carga horária total de 960 horas. Serão 42 créditos distribuídos entre 32 créditos para as disciplinas obrigatórias (480 horas) e 10 créditos para atividades complementares (150 horas) e 22 créditos para dissertação (330 horas).

O PROFSAÚDE ocorrerá na modalidade semipresencial; do total de 960 horas, 832 horas serão desenvolvidas em trabalho online e 128 horas em trabalho desenvolvido em encontro físico-presencial entre os participantes de cada uma das universidades, sendo, portanto, muito maior a carga horária online do que a presencial. São previstos oito encontros físico-presenciais; no primeiro e segundo semestres ocorrerão três destes encontros em cada um e no terceiro e quarto semestres apenas um em cada um.

As atividades EaD serão desenvolvidas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) - Open Source Moodle (Modular Object Oriented Distance Learning – Objeto Modular Orientado ao Ensino a Distância), por ser um software livre de ambiente colaborativo de aprendizagem, possibilitando ações educativas compartilhadas através da utilização de tecnologia, onde todos sujeitos envolvidos podem atuar simultaneamente. É um software possível de ser utilizado em qualquer sistema operacional, além de ter positivamente as características da adaptabilidade e Usabilidade.

 

Objetivos

*Formar profissionais de saúde para exercerem atividades de docência, preceptoria e gestão; Formar profissionais de saúde para exercerem atividades de investigação e de ensino nas unidades de saúde; Fortalecer as atividades de produção do conhecimento e ensino na Saúde da Família nas diversas regionais do país; Qualificar o profissional do Programa Mais Médicos para o trabalho no Saúde da Família/AB; Articular elementos da educação, atenção, gestão e investigação no aprimoramento da ESF;

*Estabelecer uma relação integradora entre o serviço de saúde, os trabalhadores e os usuários.

 


Atenção à saúde, acesso e qualidade na atenção básica em saúde

Esta linha tem como objetivo desenvolver estudos sobre o processo saúde-doença-cuidado e os modelos tecnoassistenciais em saúde, a visão crítica sobre a biomedicina e a medicina centrada na pessoa, onde a singularidade dos sujeitos, a clínica ampliada e compartilhada são temas de interesse. Considerando que o primeiro contato do indivíduo no sistema de saúde (acesso), a integralidade, o vínculo longitudinal e a coordenação do cuidado são atributos essênciais da APS, estudos que aprofundem estes temas serão fomentados de forma a qualificar as práticas de cuidado pela saúde da família. A construção das redes de atenção à saúde para o SUS e o conceito de Território, incluindo suas dimensões cultural, social, política e geográfica fazem parte do escopo de pesquisas. Destacam-se ainda estudos acerca das dimensões da qualidade dos serviços de saúde. Para tal, são necessárias reflexões acerca do processo de trabalho na perspectiva do cuidado em equipe multiprofissional e suas aplicações no cotidiano dos serviços de saúde, considerando o trabalho em saúde no âmbito da micropolítica. Temas como acolhimento, atenção à demanda espontânea e programada, são disparadores desse processo organizacional.

Atenção integral aos ciclos de vida e grupos vulneráveis

Esta linha tem como objetivo desenvolver pesquisas que considerem o conceito de risco, vulnerabilidade e determinantes sociais em saúde e suas aplicações para a atenção à saúde. Pretende-se estudar o cuidado às famílias, seus ciclos de vida e os respectivos instrumentos para abordagem familiar. Estudos que tenham a temática da atenção aos ciclos de vida (criança,adolescente, mulher, adulto, idoso), grupos e ações pioritários (gestantes, doenças negligenciadas, doenças crônicas não transmissíveis, doenças infecciosas, saúde mental e saúde bucal) e grupos vulneráveis (população em situação de rua, de pobreza, áreas de risco etc), além da reflexão sobre o processo de construção de projetos terapêuticos singulares nestas populações e sobre as políticas públicas relacionadas à saúde e ao desenvolvimento social existentes voltadas para estes grupos. Processos de trabalho ligados a co-gestão de coletivos e apoio matricial também são foco de estudos desta linha.

Educação e saúde: tendências contemporâneas da educação, competências e estratégias

Esta linha tem como objetivo desenvolver pesquisas que permitam estudar e experimentar concepções teórico-metodológicas mais adequadas para orientar a formação de profissionais de saúde a desenvolverem projetos e práticas de educação em saúde, em nível da atenção básica, visando o empoderamento das pessoas, famílias e comunidades em prol de mudanças para uma vida mais saudável, de qualidade. Os estudos devem se voltar para inovações curriculares, para os processos de ensino, de aprendizagem e de avaliação de impacto da incorporação de novas tecnologias, e para a formação e capacitação de profissionais de saúde e de docentes inseridos e vinculados ao Saúde da Família/AB. As ações a serem desenvolvidas são as que integram a universidade e os serviços de saúde, gerando conhecimentos sobre a formação de alunos, preceptores e profissionais de saúde e de ordenação de suas práticas , de modo que orientem e contribuam para mudanças na formação e respondam às demandas de saúde da sociedade, visando a qualidade da assistência prestada no SUS.

Gestão e avaliação de serviços na estratégia de saúde da família/atenção básica

Esta linha tem por objetivo desenvolver pesquisas que produzam evidências organizacionais, com base em modelos de gestão e assistenciais relacionados ao saúde da família/AB. Desenvolver estudos avaliativos que investiguem processos, resultados e/ou impacto de ações e programas relativos à saúde individual, familiar e comunitária e metodologias de avaliação, com foco na melhoria da efetividade e qualidade, formulando critérios e indicadores mais adequados ao campo de práticas do SF/AB. Pretende-se ainda testar modelos interdisciplinares em prevenção e promoção da saúde, participação comunitária e controle social. A natureza dos estudos dessa linha são quantitativos ou qualitativos e seus resultados aplicáveis aos serviços de saúde e a gestão SF/AB.

Informação e saúde

Esta linha tem por objetivo desenvolver pesquisas que analisem as características e entraves à melhoria da qualidade das informações em saúde. O gerenciamento da informação e tomada de decisões na atenção primária: importância e dificuldades da produção de dados em nível local. Análise crítica de indicadores. Principais sistemas de informação em saúde relacionados a atenção básica em saúde: cenário atual e perspectivas (e-SUS). Segurança e confiabilidade da informação nos registros eletrônicos. Estudos sobre padronização e interoperabilidade de sistemas de informação em saúde e suas repercussões para o registro eletrônico em saúde, plataforma de pesquisas clínicas, prontuário estruturado/eletrônico do paciente. Geoprocessamento.

Pesquisa clínica: interesse da atenção básica

Esta linha tem por objetivo desenvolver estudos sobre bases operacionais da Gestão da Clínica, a produção de evidências clínicas, linhas de cuidado, protocolos clínicos e assistenciais e sua utilização na Saúde da Família à luz da integralidade do cuidado (prevenção, diagnóstico, terapêutica e reabilitação). Relação Médico Paciente e o método clínico centrado na pessoa. Avaliação da incorporação de tecnologias em saúde; estudos que considerem a eficácia, efetividade e eficiência de intervenções, programas, novos medicamentos e tecnologias em saúde. Estudos que considerem a epidemiologia clínica e sua aplicação aos serviços de saúde.

Vigilância em saúde

Esta linha tem como objetivo, desenvolver pesquisas acerca Bases da Vigilância em Saúde e sua integração com o Saúde da Família/atenção básica. Contextualizar as vigilâncias: epidemiológica (VE), sanitária (VISA), ambiental (VA) e do trabalhador (VST), como componentes operacionais que materializam e subsidiam a promoção e a proteção da saúde da população.


Atenção e gestão do cuidado

Conhecimento dos determinantes sociais de saúde no território e no brasil. O processo saúde-doença-cuidado e os modelos tecnoassistenciais em saúde. Bases da Vigilância em Saúde e sua integração com a APS. O processo de trabalho na dimensão do cuidado em saúde.. Evidências clínicas e Linhas de Cuidado e sua utilização na Saúde da Família. Ferramentas de acesso: acolhimento, Out-of-hours, agenda livre. Rastreamento, abordagem e tratamento. Classificação de risco e estratificação de risco. Registros Médicos Orientados ao problema: folha de rosto, SOAP e uso do ICPC-2.

Atenção integral na saúde da família

Saúde Pública, direitos e cidadania. Estado e políticas sociais. Determinantes econômicos, sociais e políticos para a formulação de políticas sociais e de saúde. A formação do SUS e a reforma sanitária no Brasil. O SUS na atualidade ou Desafios atuais do SUS. As correntes e os princípios da Atenção Primária à Saúde. As diferentes experiências internacionais de Atenção Primária. A Política Nacional de Atenção Básica. O conceito de integralidade na atenção à saúde. As linhas de cuidado segundo os ciclos de vida. A constituição das Redes de Atenção à Saúde.

Educação na saúde

As concepções teóricas e metodológicas de ensino-aprendizagem. Metodologia ativas de aprendizagem: possibilidades de aplicação na graduação e no processo de mobilização de adultos. Referenciais da educação na saúde e suas implicações no nível individual e coletivo. Análise crítica-compreensiva das políticas de educação em saúde. Práticas educativas transformadoras e sala contribuição na consolidação do Sistema Único de Saúde. Utilização de tecnologias de informação e comunicação em saúde. Educação popular em saúde como estratégia de promoção de saúde.

Planejamento e avaliação na saúde da família

Princípios do planejamento e da avaliação em saúde. Vertentes do planejamento em saúde: normativo e estratégico situacional Princípios e diretrizes do pacto pela saúde e consequências para Estratégia de Saúde da Família. Contrato de gestão na atenção básica. Instrumentos de planejamento e gestão no âmbito do SUS Planejamento, avaliação e monitoramento e melhoria continua da qualidade nas ações da ESF em consonância com a Política Nacional da Atenção Básica. Avaliação e desenvolvimento do planejamento em nível local.

Produção de conhecimento em saúde

Produção e aplicação de conhecimento na atenção básica. Bioestatística e Epidemiologiaaplicada aos serviços de saúde. Características e limitações de estudos quantitativos e qualitativos. Aplicação de métodos quantitativos e qualitativos para pesquisa e ações dos serviços de saúde. Utilização de recursos de análise estatística e pesquisa social. Introdução às praticas em saúde baseadas em evidências. Uso da informação científicas sistemáticas para apoiar decisões. Desenvolvimento e validade de instrumentos para coleta de dados em nível local.

Promoção da saúde

Marcos históricos e conceituais da promoção da saúde e implicações na reorientação dos serviços. Importância dos determinantes sociais para as ações de promoção da saúde. Conhecendo a Política Nacional de Promoção da saúde. Promoção da saúde na produção do cuidado na perspectiva da integralidade e intersetorialidade. Gestão participativa, participação popular e a autonomia do sujeito. O Território para a Saúde da Família. Redes sociais. Orientação Comunitária e Competência Cultural. Experiências na promoção da saúde.

Seminários de acompanhamento

Busca de referências nas principais bases bibliográficas eletrônicas. Sistematização e apresentação de referências bibliográficas com apoio de softwares. Etapas de projetos de pesquisa. Desenvolvimento de projetos: sumário, objetivos, métodos e técnicas de coleta e análise de dados. Apresentação dos trabalhos em desenvolvimento pelos alunos e problematização das decisões metodológicas. Acompanhamento das atividades acadêmicas dos alunos.

Sistema de informação no cuidado e na gestão

Análise crítica de indicadores e pactuação de metas. Principais sistemas de informação em saúde: cenário atual e perspectivas. Utilizando indicadores para análise da situação de Saúde: Transição epidemiológica e demográfica. Gerenciamento da informação e tomada de decisões na atenção básica: importância e dificuldades da produção de dados em nível local. Segurança e confiabilidade da informação nos registros eletrônicos. E-Sus. Ferramentas de utilização de informação para programação local. Instrumentos de divulgação da informação em nível local.

Tópicos especiais em saúde da família

Reflexão de temas baseados nas necessidades e demandas de saúde em nível regional e estadual para fortalecimento da atenção básica, desenvolvimento da docência e preceptoria identificadas na conformação das turmas no território nacional.

 

Processo Seletivo PROFSAUDE - Mestrado Profissional em Rede em Saúde da Família para médicos

Processo Seletivo PROFSAUDE - Mestrado Profissional em Rede em Saúde da Família para médicos

 

Data Divulgação
15/04/2019
11:00

Informamos que a candidata LIA LIKIER STEINBERG não teve sua matrícula efetivada por não haver cumprido o prazo para tanto. A candidata JULIANA NOBRE SAMPAIO passa, assim, a estar classificada para matrícula e realização do curso.

Atenciosamente,

A Coordenação

12/11/2018
17:28

Clique aqui para acessar o resultado final do Mestrado.

Atenciosamente,

A Coordenação

05/11/2018
17:28

Clique aqui para acessar o resultado da Terceira Etapa do Processo Seletivo do PROFSAUDE - Prova Oral e Carta de Intenção. Os candidatos que não realizaram a prova oral estão desclassificados.

Atenciosamente,

A Coordenação

29/10/2018
10:28

Clique aqui para acessar o cronograma de entrevistas.

Atenciosamente,

A Coordenação

25/10/2018
17:28

Clique aqui para acessar o resultado da terceira fase após análise de recurso.

Atenciosamente,

A Coordenação

19/10/2018
17:28

Clique aqui para acessar o resultado da lista de deferimentos.

Atenciosamente,

A Coordenação

04/10/2018
13:28

Clique aqui para acessar o resultado da prova de conhecimentos específicos após análise de recurso.

Atenciosamente,

A Coordenação

01/10/2018
13:28

Clique aqui para acessar o resultado da prova de conhecimentos específicos.

Atenciosamente,

A Coordenação

24/09/2018
13:28

Clique aqui para acessar os aprovados na prova de inglês.

Atenciosamente,

A Coordenação

24/09/2018
13:28

Clique aqui para acessar a prova de inglês e aqui para a de conhecimentos específicos.

Atenciosamente,

A Coordenação

20/09/2018
13:28

Clique aqui para acessar o gabarito das provas de inglês e conhecimentos específicos.

Atenciosamente,

A Coordenação

17/09/2018
13:28

Clique aqui para acessar a lista de deferimentos do Mestrado Profissional após pedido de recurso.

Atenciosamente,

A Coordenação

14/09/2018
13:28

Clique aqui para acessar a lista de deferimentos do Mestrado Profissional.

Atenciosamente,

A Coordenação

19/07/2018
10:28

Clique aqui para acessar o cronograma do processo seletivo PROFSAUDE - Mestrado Profissional em Rede em Saúde da Família para médicos.

Atenciosamente,

A Coordenação

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse